Notícias

Professores participam I Fórum de Educação Física Inclusiva: vários olhares


12
setembro 2019

A Secretaria Municipal de Educação de Caraguatatuba celebrou durante a noite da segunda-feira em 03/09, a abertura oficial do “I Fórum de Educação Física Inclusiva: Vários Olhares” e contou com a presença de profissionais especialistas dos cursos de Educação Física e de Pedagogia do Centro Universitário Módulo e da Faculdade São Sebastião (FASS), assim como autoridades, estudantes e servidores.

A psicóloga Prof.ª Dra. Divina Fátima dos Santos, participou do Fórum, abordando o tema sobre “as emoções dos professores frente ao processo de inclusão”. A coordenadora e professora do curso de educação física, Ms. Evanilde Muniz Silva e a professora Ms. Vera Lucia Teixeira Silva, participaram do evento abordando o tema “educação física escolar e inclusão: possibilidades pedagógicas”.

“Nós professoras do Centro Universitário Módulo e FASS, ficamos muito felizes por participar desta importante iniciativa, uma vez que esse tipo de integração estreita os laços entre o poder municipal e o papel que a universidade desempenha na região, promovendo atualização e instrução além de trazer mais conteúdo nas mais diversas áreas” observou a Prof.ª Dra. Divina.

O público se mostrou muito interessado durante as cinco noites do evento, que contou com grande público, lotando o auditório da sede da Secretária Municipal de Educação durante todos os dias e participando ativamente durante o evento.

As atividades tiveram início após um coquetel de boas-vindas oferecido aos participantes, seguindo da abertura inicial com a presença do prefeito Aguilar Junior e da secretária de educação, Márcia Paiva.

O prefeito Aguilar Junior, cumprimentou os professores de educação física pelo seu dia, celebrado em 01 de setembro e deu destaque para a atuação da classe, relacionando a atividade com a promoção da saúde e aumento de qualidade de vida dos alunos, além de parabenizar a iniciativa dos organizadores do Fórum.

A secretária municipal Márcia Paiva, destacou por sua vez, a continuidade de capacitação dos professores da rede municipal. De acordo com Paiva, em torno de 2 mil crianças com algum tipo de deficiência são atendidas pelo município.

Após demandas dos profissionais de educação que atuam no município, a administração municipal passou a realizar um trabalho sólido na área de inclusão, promovendo grupos de apoio para os professores por meio de encontros que ocorrem regularmente nas dependências das escolas municipais.

Lembrando que o objetivo do I Fórum de Educação Física Inclusiva, é garantir aos profissionais de educação física, plenas condições de aplicação das melhores práticas de ensino direcionadas aos estudantes que apresentam necessidades especiais.

Silvia Patrícia da Silva, organizadora do evento, também é responsável pelo setor de Apoio Pedagógico de Educação Física da Secretaria Municipal de Educação e recorda que a ideia do programa se deu no início do ano letivo de 2019, por meio de diálogos e análises realizadas entre as equipes do apoio pedagógico e os professores de educação física da rede municipal. “Ficou claro que a principal necessidade era suprir os anseios em relação à construção de aulas significativas e de qualidade e, que realmente, tivessem abrangência inclusiva, não só no que diz respeito a deficiências físicas, mas a todos os tipos de inclusão”, relatou.

“Acreditamos ser um importante passo do município no sentido de favorecer a verdadeira inclusão – primeiramente em nossos corações no sentido mais humanos e de modo sensível – trata-se de um trabalho tão importante e ao mesmo tempo verifica-se a necessidade de cuidar dos profissionais que atuam no meio educacional. Importante destacar que vivemos uma incansável busca no sentido de construir uma sociedade verdadeiramente justa e solidaria que inclua democraticamente todos os cidadãos respeitando suas diferenças e singularidades nos mais variados espaços independentemente de suas idades e suas condições. Vale lembra que devemos trabalhar e lutar por Direitos Humanos sempre!”, concluiu, Divina.